Historicar, pesquise pela placa todo o histórico do veículo.

Historicar, pesquise pela placa todo o histórico do veículo.

Historicar, pesquise pela placa todo o histórico do veículo.

Historicar, pesquise pela placa todo o histórico do veículo.

ENTRAR

CADASTRAR-SE

X

Ei, você aí!
Que tal um
descontão na
sua consulta?

HISTORICAR10

É muito simples, basta colocar o código acima na caixa de cupom
localizada na tela de confirmação da placa.
X

Acesse sua conta

X

Criar sua conta

Ao se cadastrar você está aceitando
os termos de uso.

CADASTRAR-SE Já é cadastrado? Clique aqui.
X

Recuperar Senha

ENVIAR
X

Termos de Uso

X

Exemplo da Consulta Completa Historicar

23/10/19

O que fazer e como evitar acidentes de trânsito

  • Início
  • Blog do Historicar
  • O que fazer e como evitar acidentes de trânsito
  •  Certamente ninguém deseja se envolver em um acidente de trânsito, mas vamos deixar aqui algumas dicas do que fazer caso aconteça, e o que podemos fazer para evitar esse tipo de situação. 

    EVITANDO ACIDENTES

     Antes de mais nada, é de suma importância que você ande com um veículo seguro, que não apresente falhas e esteja com a manutenção em dia, pois trata-se da sua segurança e de outra pessoa que estão em risco. A revisão deve ser feita constantemente e não somente quando for viajar. 

     No país, o estado que contabilizou a maior taxa de vítimas fatais no trânsito, em 2015, foi o Piauí com 36,62 mortes por 100 mil habitantes, seguido pelo estado do Tocantins, com uma taxa de 36,10, e o de Roraima, com uma taxa de 32,83 por 100 mil habitantes.

     Outro ponto sem dúvida para evitar acidentes, é sobre as leis de trânsito. Não trafegar acima da velocidade permitida, se atentar bem as sinalizações e não dirigir sob efeito de álcool ou drogas ilícitas, são as principais causas de ocorrências que devem ser evitadas.

    ACIDENTE SEM VÍTIMAS

     Se o seu veículo estragar na estrada ou tiver colidido em outro, mas sem vítimas (sem ferimentos graves ou necessitar de atendimento da SAMU), o mais importante é que sinalize a via. Ninguém costuma andar com cones no porta malas do veículo, mas o triângulo é item obrigatório e deve estar junto ao estepe para ser posto a uma distância de 30 metros do veículo.
     Caso não seja suficiente ou tenha ocorrido o acidente em uma curva, veja a possibilidade de colocar galhos na beira da via para que os motoristas fiquem atentos e possam desviar a tempo, mas lembrem-se: A intenção é justamente alertar e não causar outro acidente.
     Deixe ligado o alerta (pisca-pisca), tire fotos do ocorrido e posteriormente, deixe o veículo a beira da estrada para que não atrapalhe a via, se possível. Ligue para as autoridadeslocais para atendimento e registro de acidente. 

    ACIDENTE COM VÍTIMAS

     Os cursos de direção falam brevemente sobre os primeiros socorros, mas a situação é bem diferente quando se os vivência. Portanto, não faça nada que você não tenha certeza do que está fazendo pois pode acabar agravando ainda mais a situação da vítima, como por exemplo, tentar retirar a pessoa de dentro de um veículo ou movê-la para outro lugar sem as instruções corretas. Se uma pessoa estiver com algum osso quebrado, certamente um movimento brusco poderá perfurar um órgão e gerar consequências catastróficas. Na dúvida, ligue para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e tente falar com a vítima para mantê-la consciente. 

     Não prestar socorro a vítima é uma infração gravíssima que gera multas e penalidade de recolhimento da carteira de motorista e suspensão dela. Se você está passando por um acidente, também está previsto na lei que deverá ajudar caso a autoridade solicite e nada de tirar fotos das vítimas dando uma de “curioso”, pois isso é considerado vilipêndio a cadáver, levando a pena de detenção, de um a três anos e multa.

    DPVAT

     Para poder trafegar legalmente com o veículo, o motorista deve pagar anualmente o seguro obrigatório de Danos Pessoais causados por Veículos Automotores de via Terrestre (DPVAT). Portanto, caso ocorra vítimas de acidentes de trânsito, ele fará a indenização em caso de morte, invalidez permanente (total ou parcial) e despesas de assistência médica e suplementares. 

     Depois de ler esse artigo, já deu para entender bem o que se deve ou não fazer de forma prática e segura, mantendo sempre a calma. Afinal, a melhor medida a se tomar para ter segurança no trânsito é dirigir com responsabilidade e cautela.

    • HISTORICAR
    • Dicas

    Compartilhar:

      Posts Relacionados

    • Você sabe qual o pneu certo na hora da reposição?

       Todos sabemos que pneus recebidos diretamente de fábrica, tem uma maior durabilidade do que os comprados posteriormente para substituí-los. Muitas vezes, vemos pneus com ...

      Ler mais
    • Mitos na compra do veículo seminovo

       Quando o assunto é comprar um carro seminovo, escutamos diversas opiniões e sugestões que podem ser verdade ou não. Por isso, separamos alguns mitos para ajudar você a...

      Ler mais
    • 7 dicas para comprar uma moto seminova

      #1 Analise a situação
       Seja o motivo por gostar ou pela situaç&a...

      Ler mais